ACTIVIDADES CULTURAIS

 

25 de Abril Sempre – Vencedores 2011


A Junta de Freguesia da Lama vem por este meio anunciar os nomes dos desenhos vencedores, referentes ao dia 25 de Abril do corrente ano, foram os seguintes:


Gonçalo Ferreira, Gonçalo Costa e Gonçalo Lopes – Jardim de Infância
Gonçalo Daniel Fernandes Silva – 1º Ano
Beatriz Maria Magalhães Campos – 2º Ano
Maria Manuel Faria e Silva – 3º Ano
Miguel Ferreira Nunes – 4º Ano

 

  

 

 

CARNAVAL 2011

 

No passado dia 8 de Março, como também em muitas outras localidades festejou-se o Carnaval na LAMA. Este ano sendo da organização do Agrupamento de Escuteiros 1348 S. Miguel da Lama. Centenas de Lamenses participaram e viram o desfile Carnavalesco com muita alegria e diversão. Este que iniciou na rua dos Emigrantes passando pela Rua de Agra e Rua de Beato Nuno, terminando junto ao salão paroquial com um desfile individual, e claro, no final o bar de apoio.

 

 

 

 

1ª GRANDE CORRIDA DE GALGOS NA LAMA

 
Assistimos no passado sábado dia 12 de Março à primeira grande corrida de Galgos na Freguesia da Lama. Pela primeira vez a Lama, com apoio da Junta de Freguesia, recebeu uma corrida de Galgos valendo esta prova para o campeonato Nacional. Mesmo estando um dia frio e chuvoso contou-se com 88 Galgos oriundos de todo o país. Os escuteiros deram o seu contributo oferecendo a assistência do serviço de Bar, para angariar alguns fundos. A prova visitada por muitas centenas de pessoas deu início da parte de manhã e terminou no final da tarde com a entrega dos prémios pelo Autarca Alexandre Azevedo e José Rocha (Organizador) e chefias dos escuteiros. A classificação foi a seguinte:
  
REPESCAGEM CACHORROS
 
1º Mel - Duarte Franco - Alenquer
 
2º Motorola - José Rocha - Lama, S Tirso
 
3º Max - António Rodrigues - Ribeirão - VN Famalicão
 
4º Arsenova - Filipe Ribeiro – Maia
 
5º Taífa - Joaquim Maia - S Tirso
 
6º Revel - Celestino Santos - Fradelos - VN Famalicão
 

REPESCAGEM ADULTOS
 
1º Capitão - Rui Faia - Vila do Conde
 
2º Bin Laden - Rodrigues Pereira & Silva - VN Famalicão
 
3º Esforço - António Rodrigues - Ribeirão - VN Famalicão
 
4º Spirit Busker - José Bouça-Nova - Vila do Conde
 
5º Daly - Rodrigues Pereira & Silva - VN Famalicão
 
6º Lady Kelly - André Sousa - Maia
 
 
HONRA CACHORROS
 
1º Azoto - António Rodrigues - Ribeirão - VN Famalicão
 
2º Miss Sindy - Roberto Ribeiro - Cristelo – Barcelos
 
3º Jardel - Joaquim Maia - S Tirso
 
4º Shrek - João Anjo – Barcelos
 
5º Chupeta - João Anjo – Barcelos
 
6º Miss Blue - Roberto Ribeiro - Barcelos
 
 
HONRA ADULTOS
 
1º Flash - Manuel Franco – Alenquer
 
2º Shakira - Ricardo Moreira - Estela, Póvoa de Varzim
 
3º Maestro - Bruno Alves - Vila do Conde
 
4º Bilis - Manuel Franco – Alenquer
 
5º Russo de Bente - Fernando Lopes - Bente, VN Famalicão
 
6º Ortiga de Bente - Fernando Lopes - Bente - Vn Famalicão
 


LARGADA DE CHACORROS
 
 Caneça - José Longras – Barcelos
 
 
LARGADA ADULTOS
 
Lorivai - José Rocha - Lama, S Tirso

 

 

 

 

 

 

Apresentado o livro “ A Freguesia da Lama, Concelho de Santo Tirso – Elementos para uma monografia “
 
O livro tem a autoria do Reverendo Padre e Doutor Francisco Carvalho Correia e a edição patrocinada pela Câmara Municipal de Santo Tirso. No passado 25 de Outubro, segunda-feira, o Salão Nobre da Junta de Freguesia da Lama foi pequeno para acolher todos os munícipes que quiseram marcar presença na cerimónia de apresentação do livro “ A Freguesia da Lama, Concelho de Santo Tirso – elementos para uma monografia”. Para além do autor e dos muitos Lamenses presentes, participaram na cerimónia o Presidente da Câmara Municipal, Castro Fernandes, da vereadora da Cultura, Dr.ª Júlia Godinho e os Presidentes da Junta e Assembleia de Freguesia, respectivamente Alexandre Azevedo e Carlos Faria, e o Pároco local, Pe. José Carlos.
 
Depois de umas breves palavras de boas-vindas produzidas pelo Presidente da Junta, coube à vereadora da Cultura apresentar a nova obra, considerando-a “ um instrumento indispensável para o conhecimento e o estudo histórico da Freguesia da Lama e da nossa memória passada” e adiantou que a edição desta obra pretende “ reconhecer, uma vez mais, a dedicação e a entrega empenhada e desinteressada, assim como o rigor científico do Prof. Doutor Francisco Carvalho Correia em prol da preservação e da valorização da nossa memória e identidade”. Por sua vez, o autor preferiu relembrar “ a sua costela da Lama” graças à Mãe “nascida na Freguesia”, explicando que o livro brotara dessas “emotivas e fundas recordações da Freguesia da Lama”. Da “festa de S. Sebastião às labutas no campo”, Carvalho Correia recordou que, “embora a vida fosse dura”, o povo da Lama não deixava de “cantarolar de sol-a-sol” e , num tom jocoso, lá foi dizendo que “o jugo do trabalho não pesava” e não era preciso “ a intervenção do psicólogo”, bastava-lhes a acção do Pároco “que não levava dinheiro”. E, concluiu. Dizendo que talvez fosse “ este encanto de outrora” que tenha despoletado a “vontade de escrever sobre a memória da Freguesia”.
 
A terminar, Castro Fernandes disse que foi com “particular satisfação que prefaciou a obra”, já que a mesma tem “indiscutível interesse e mérito científico”, constituindo, por isso, “uma importante fonte para o aprofundamento do conhecimento da história do concelho”. E, mais adiante, o Presidente da edilidade Tirsense não deixou de considerar Francisco Carvalho Correia “um historiador de créditos formados cuja extensa obra, de reconhecida competência e rigor científico, é amplamente admirada no meio académico” e uma das pessoas que mais tem “contribuído para a preservação, estudo e divulgação do património cultural concelhio”.Importa referir ainda que, antes da cerimónia propriamente dita, a Junta de Freguesia da Lama homenageou a Princesa do Vinho Verde, Vânia Sousa, oriunda da Lama e oferecendo aos presentes um “Verde de Honra”.
 
    
 
 
Primeira actividade oficial dos Escuteiros
 
No passado 10 de Outubro, o Agrupamento 1348 participou na abertura regional do Ano Escutista, na Póvoa de Lanhoso. Tratou-se da primeira participação externa oficial, após a fundação. Espírito de descobrimento e boa disposição não faltaram. E ainda, o Agrupamento contribui também, solidariamente, com a ajuda de livros escolares, medicamentos e tampinhas, conforme foi pedido pela organização da actividade.
 
 
A grande Festa Escutista na Freguesia da Lama
 
No passado mês de Setembro, entre o dia 25 e 26 , a comunidade da Lama viveu o grande acontecimentos histórico, com a inauguração do Agrupamento n.º 1348 do Corpo Nacional de Escutas, Escutismo Católico Português. O Corpo Nacional de Escutas foi fundado em 27 de Maio de 1923, na cidade de Braga, pelo Arcebispo Primaz, D. Manuel Vieira de Matos e seu secretário, Monsenhor Avelino Gonçalves.   Em 1922, em Roma, realizou-se um Congresso Eucarístico Internacional, em que os nossos fundadores participaram. Então, tiveram a oportunidade de verificarem o excelente trabalho levado a efeito pelos Escuteiros Católicos de Itália, o que levou D. Manuel a perguntar ao seu secretário : “ Não podemos,nós, tê-los, também lá? “. regressados a Braga, logo meteram mãos à obra e levaram ao Governo Civil de Braga a aprovar a criação do “Corpo de Scouts Católicos Portugueses “. em 14 de Fevereiro de 1925, é aprovado, pelo Decreto 10589 e reconhecido em 17 de Abril de 1928, pelo Bureau Internacional de Londres. Mais tarde, o nome foi mudado para o Corpo Nacional de Escutas. Embora os ataques dos inimigos fossem muitos, a verdade é que o CNE cresceu, com rapidez e segurança resistindo a todos os obstáculos, muitos deles ferozes, mas esse inimigos jamais venceram. Hoje, os cerca de 70 mil escuteiros do CNE mostram a sua força de organização e determinação, o que é o trabalho de voluntariado, assente numa pedagogia e metodologia educacional não formal, que vaio crescendo numa base de sustentabilidade que faz inveja.
 
A Comunidade da Lama é exemplo disso, a partir da fundação oficial do Agrupamento 1348, passando a fazer parte da grande família escutista, aplicando o Projecto Educativo do Escutismo, que as crianças e os jovens tanto adoram. Começamos por apresentar os grandes obreiros desta fundação histórica:
 
Padre José Carlos de Sá, pároco de Sequeirô e Lama. Foi escuteiro no Clã no Seminário Conciliar de Braga, fez formação escutista, nível CIP, em Fraião, chegou a ser investido como dirigente. É assistente do Agrupamento 201 de Sequeirô, tem conhecimento profundo do escutismo, daí ter aproveitado este movimento para as crianças e jovens da Lama.
José Augusto Gonçalves Costa . É escuteiro e já com experiência. Fez parte do Agrupamento 185 de Areias, transferindo-se para fundar e orientar o Agrupamento da Lama. A sua formação escutista é de nível CIP e recentemente, frequentou um CAL, que está em fase de conclusão.
Virgílio Oliveira Ferreira, nunca foi escuteiro, a sua formação foi feita com a frequência de nível CIP, em Fraião e está em fase de conclusão. Grande motivador, muito se deve a ele o recrutamento dos seus pares. Pois nos momentos mais complicados de elementos que viram que não eram capazes de abraçarem o projecto, ele assumiu, perante o Assistente, o contacto para conseguir elementos para assegurar a continuidade.
José António Carneiro Machado, foi escuteiro na idade de jovem, no Agrupamento da Carreira, a sua formação foi feita com a frequência de nível CIP, em Fraião e está em fase de conclusão. É também um dos elementos impulsionadores, que, em conjunto com os dois primeiros, ajudou e muito, para que este projecto fosse realidade.
Hélder Filipe Vaz Ferreira, foi escuteiro em Cabeçudos até Caminheiro. Com conhecimento do escutismo. Fez formação nível CIP em Fraião e está em fase de conclusão.
 
Também com papel activo para a conclusão deste projecto:
Liliana Sofia Dinis Castro, Maria José Martins da Silva, Paula Cristina Pereira Alves. Maria Goretti Machado de Sousa, Carlos Alberto Azevedo Saldanha, José Carlos Fernandes Sampaio e Alexandre Manuel Marques Azevedo. Nenhum destes teve experiência no escutismo. A sua formação é nível CIP, em fase de conclusão. Mas também estão a dar o seu melhor para a solidificação do projecto. Parabéns pelo vosso esforço, a tarefa não é fácil. Mas, sem homens e mulheres como vós o mundo nunca seria melhor. A Comunidade Paroquial da Lama, só um pedido : ajudem e acarinhem estas pessoas, para que, o escutismo na localidade seja forte, porque beneficia são os vossos queridos filhos.
Alerta para Servir !
 
 
Comissão Fabriqueira S. Miguel da Lama
 
A Comissão da Fábrica da Igreja Paroquial da Lama realizou no dia 3 de Julho, um torneio de chincalhão, com a finalidade de angariar receitas para o restauro da Residência Paroquial. Uma iniciativa com sucesso, pela bastante participação por parte da população.
 
                    
 
 
Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento de S. Miguel da Lama
 
No passado, dia 15 de Novembro, realizou-se, na Freguesia de S. Miguel da Lama, um importante evento do núcleo de Famalicão, do Corpo Nacional de Escutas, com a designação de INDABA, tratando-se de um importante encontro de Chefes e Dirigentes do Corpo Nacional de Escutas deste núcleo. Os anfitriões de encontro foram os elementos do jovem Agrupamento de S. Miguel da Lama, ainda em formação. Estiveram presentes cerca de duzentos e cinquenta do CNE.
As actividades iniciaram-se bem cedo no Salão Paroquial e dividiram-se entre o mesmo e as Escola Primária da Freguesia, onde decorreram diversas actividades de formação. A temática deste evento dividiu-se em duas partes distintas, a primeira, focalizou-se no percurso de vida de S. Nuno de Santa Maria ( D. Nuno Álvares Pereira ), um dos Padroeiros do CNE, recentemente canonizado por Sua Santidade o Papa Bento XVI. Na segunda parte deste evento abordou-se o projecto RAP – Renovação de Acção Pedagógica, ou seja, é o CNE que tem vindo a implantar de maneira a adaptar-se às necessidades e realidades actuais e futuras. No fim da iniciativa, realizou-se uma Eucaristia, organizada pelo Assistente do Núcleo e pelo Assistente do Agrupamento local. A satisfação pela participação e a maneira como esta foi organizada, foi bem vincada pelos visitantes. Parabéns ao Agrupamento em formação de S. Miguel da Lama.
 
 
25 de Abril Sempre
 
A Junta de Freguesia da Lama, abriu as portas para comemorar o 25 de Abril, numa exposição de trabalhos ilustrativos das crianças de Escola Primária EB1. Uma exposição que recebeu a visita de muitos Lamenses e não só, que quiseram admirar os trabalhos destas crianças, cujo o tema era a comemoração do 25 de Abril. A Junta de Freguesia, consegui desta forma, juntar-se aos inúmeros eventos que decorreram por todo o País, para celebrar uma data tão importante para todos nós.